terça-feira, 5 de abril de 2011

Amor (do Formspring)

Acho que não sou a pessoa adequada pra fazer isso. Dizem as más e as boas línguas que eu nunca tive a oportunidade de me apaixonar, que eu tenho coração de gelo, e essas coisas todas.

Mas eu digo, once and for all, eu acredito que eu já me apaixonei sim, e quem melhor que eu pra saber se aconteceu mesmo? Se não quiser acreditar, beleza.

Agora, sobre amor, em geral. Pra mim, amor romântico é um dos mais desimportantes, assim. Não tô menosprezando o sentimento de ninguém, nem dizendo que o amor romântico é menos amor que os outros, mas eu só acho que os outros amores têm (ou pelo menos deveriam ter) mais importância na sua vida. E influência nas suas decisões. Escolhas do tipo... sua mãe ou seu namorado? ou sua melhor amiga ou sua namorada? me parecem meio ridículas, tanto pela comparação em si, quanto pela resposta (PRA MIM, em letras garrafais) meio óbvia.

Certo.

Amor Romântico.

Todo amor é clichê, gente. Literariamente, então... casal que se ama desde o princípio --> clichê. Casal que se odeia e depois fica junto --> clichê. Ah, me poupem. Mas enfim. Quando você está apaixonado (ou pelo menos ~enamorado~ q), tudo que você quer é fazer as coisas mais clichês possíveis com a pessoa, a começar pela grande sacada dos Beatles e tal (beijos pra quem leu Nick&Norah).

I Wanna Hold Your Hand.

Principalmente quando você _não pode_ hold hands (não vou entrar em detalhes, haha), tudo o que você mais quer é fazer isso, e é uma vontade meio absurda e bleh, mas, porra, o amor embaralha suas funções normais. É toda a verdade. Aquela história de que o amor te deixa idiota. Best definição ever.

Aí vem a parte mais CONSTRANGEDORA de toda a história que envolve ~~~~~~~~músicas que te lembram a pessoa~~~~~~~~ e mensagens nojentinhas pelo celular e... É, céticos, been there, apesar do meu coração de gelo e talz.

Não que eu propriamente me arrependa de tudo isso, ou algo assim, apesar de ter vergonha infinita. São lembranças boas.

Então, assim, se você é uma pessoa normal, e não tipo a Bella-vou-me-jogar-do-penhasco-para-ouvir-sua-voz, amor é bom. Deve ser horrível não ser correspondido, mas mesmo assim a sensação de se sentir apaixonado deve ser algo perto de bom. Eu acho, né, me digam aí. Sentir que seu coração existe.

Porque, tipo, em todos os meus outros longos momentos de hiatus amoroso, às vezes a sensação que tinha e tenho é de que o meu coração se perdeu em algum lugar, haha. É meio difícil até de lembrar a sensação, lembrar como era... Acho que se eu tivesse me apaixonado mais vezes eu saberia.

3 comentários:

SCK disse...

E todo mundo resolveu falar de Amor, que bonitinho.

Aquela pessoa que você sabe (todos sabem?) quem é (geralmente) não me deixa segurar na mão. Daí você pode imaginar o brilho nos meus olhos quando ela deixa, né? R_S

Mais corações.

Tangerina disse...

então eu sempre serei escolhida. YAY. ♥

(depois converso direito contigo q)

Lady Murder disse...

Olha aí ele crescendo ♥
Não, sério, um big [2] para você.
Mas não se preocupa não, mamãe te ama ;*

 

Blog Template by YummyLolly.com